top of page
  • Foto do escritorEquipe de Comunicação CUME

PCMG investiga venda de documentos falsos em Pirapora

Por ASCOM-PCMG


A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu mandado de busca e apreensão domiciliar expedido contra um homem, de 30 anos, investigado por uso de documento falso, falsificação de documento, receptação, estelionato e associação criminosa. De acordo com a equipe responsável pelas apurações, o suspeito é apontado como um dos maiores e mais reincidentes falsificadores de documentos de Pirapora, cidade do Norte de Minas.


Durante buscas na casa do investigado, realizada na última semana, policiais apreenderam celular, notebook, impressora comum e matricial, além de materiais utilizados para a falsificação de documentos.


As investigações começaram após a denúncia de que um homem estaria tentando abrir conta em um banco da cidade portando documento falso. Policiais civis abordaram o suspeito, que entregou a identidade falsificada e informou que teria adquirido o documento de outra pessoa.


Com base nessas informações, a PCMG requisitou ao Poder Judiciário o mandado de busca e apreensão contra o investigado de 30 anos, visando assim ao levantamento de provas e, consequentemente, à identificação de outros envolvidos nas falsificações, bem como de usuários dos documentos falsos.

As investigações prosseguem.

Comments


bottom of page